As doces delícias de Buenos Aires

As doces delícias de Buenos Aires

Buenos Aires é sinônimo de futebol, tango, compras, agitada vida noturna e cafés. Há vários espalhados pela cidade, praticamente um em cada esquina, tornando sua paisagem ainda mais marcadamente europeia. Quando o assunto é gastronomia, muito se fala na qualidade da carne argentina, prato que ocupa papel central nas principais refeições locais, mas a carne é para as refeições as grandes refeições o que os cafés portenhos são para o café da manhã e “breaks” ao longo do dia. Por isso mesmo, quando se vai a Buenos Aires é necessário conhecer de perto este mundo dos cafés e suas doces iguarias. Você certamente não se arrependerá!

Muito mais que alfajores

O alfajor é indubitavelmente uma iguaria local, e isso se prova na qualidade do produto e em sua variedade: há alfajores de vários tipos, recheios, coberturas e preços, mas dificilmente você encontrará um que não seja saboroso. Ainda assim, seria um verdadeiro pecado reduzir a parte de doces e sobremesas da culinária argentina aos alfajores.

Os doces geralmente são muito bons, talvez porque muitos sejam à base de doce leite, e o argentino é certamente um dos melhores do mundo. Um dos pratos de café da manhã mais comuns em restaurantes, padarias ou cafés são as media lunas (croissants) doces, acompanhadas por uma porção à parte de doce de leite. Em alguns lugares as media lunas são recheadas com doces diversos, tornando-se ainda mais saborosas. Você encontra ainda docerias especializadas em media lunas.

Outra iguaria local famosa é o sorvete, consumido o ano inteiro, inclusive durante o inverno de baixas temperaturas do país. O sorvete argentino é considerado um dos mais famosos do mundo e há várias redes de sorveteria famosas em Buenos Aires, como a tradicional Freddo, a Persicco e a Un’Altra Volta. Todas merecem ser visitadas!

Café, história e estilo no Tortoni

Café Tortoni

Café Tortoni

Entre o grande número e variedades de cafés espalhados por Buenos Aires, obviamente alguns se destacam e merecem ser visitados por razões que vão muito além da gastronomia. Um destes casos é famoso Café Tortoni (talvez o café mais famoso da cidade), localizado na Avenida de Mayo.

O Tortoni é um local histórico, que data de 1858, e ainda conserva parte de sua decoração original. Além de histórico, o Café Tortoni sempre foi muito bem frequentado, tendo já recebido visitas ilustres de artistas, escritores e políticos. Na lista de frequentadores do local constam personalidades como Jorge Luis Borges, Carlos Gardel, Albert Einstein, Federico Garcia Lorca e Hillary Clinton, apenas para citar alguns.

Além de café, o Tortini também é um espaço cultural, dotado inclusive de uma biblioteca. Em seu porão são sediadas apresentações de jazz, tango e saraus.

El Ateneo

El Ateneo

El Ateneo

 

Não é necessário muito esforço para explicar porque você deveria visitar El Ateneo: trata-se simplesmente de uma magnífica livraria localizada no bairro de Santa Fé e que foi eleita em 2008 pelo jornal britânico The Guardian como a segunda mais bela do mundo (perdendo apenas para a livraria a Selexyz Dominicanen Boekhandel, em Maastricht, na Holanda).

O local, inicialmente um teatro com capacidade para mais de mil pessoas, possui arquitetura singular e encanta pela beleza e magnitude. Para não perder a tradição dos cafés locais, ao fundo da livraria, onde se localizava o palco, há o Café Impresso, que permite que se desfrute de um bom café e outras iguarias diante da beleza do Ateneo. Isso faz do Impresso certamente um dos cafés com umas das vista mais privilegiada de Buenos Aires.

Achei uma empresa legal que faz viagens interessantes para Buenos Aires. É a Royal Holiday Brasil, conhecem?