Pecatore, lugar descolado, peixe muito fresco, mas ainda “sem sal”

Restaurante Peixaria Pecatore - Salão

Restaurante Peixaria Pecatore – Salão

O Pecatore é o restaurante com proposta mais inovadora que Belo Horizonte viu nos últimos anos. Trata-se de um restaurante com decoração de peixaria, com seus azulejos brancos, banca de peixes em que os clientes podem escolher os peixes e frutos do mar que querem comer. Não leva inclusive restaurante no nome: Pecatore – Banca de peixe (tem gente chamando também de: Peccatore, Pescatore, Pecatório, Pescatório, já ouvi as mais diversas variações).

Decoração e utensílios simples

Decoração e utensílios simples

Lá, os detalhes ajudam a criar uma atmosfera muito peculiar: decoração e cardápio simples, a música reforça o conceito do mar (algumas vezes escutei músicas que os pescadores escutam antes de ir para o mar) e equipe de salão jovem e descolada.

Os preços são convidativos e a farta oferta de peixes e frutos do mar frescos impressiona!

Começamos o jantar com uma entrada de peixe frito (R$ 20) que veio acompanhado de um molho de abacate. Bom. Nada mais que isso. O peixe é servido em um simpático cone de folha de padaria.

Peixe frito - Restaurante Pecatore

Peixe frito – Restaurante Pecatore

Depois, lulas na chapa. Para produtos tão frescos, outra forma de preparo ajudaria muito a realçar os sabores: um char broiler ou até grelha seria uma opção mais adequada!  A lula veio boa, mas também não me surpreendeu. É daqueles pratos que falta algo.

Lula na Chapa - Pecatore em BH

Lula na Chapa – Pecatore em BH

Posta de Merluza Negra (R$ 15 / 100 gramas)

Para o principal aceitamos a sugestão da garçonete: Posta de Merluza Negra. Apesar de fresco, a execução do peixe foi lamentável e o sabor… não tinha sabor, acho que esqueceram de por sal. O prato voltou como veio à mesa. A garçonete nos explicou que o a orientação do dono do estabelecimento é servir seus produtos o mais natural possível, mas aquela Merluza Negra que nos foi servida não foi temperada! Também deve ter ficado muito tempo no forno ou frigideira ou chapa.  A carne praticamente “derreteu”. Acompanhando o peixe, um risoto de molho vermelho que estava bem saboroso, mas fora de ponto de risoto: muito cozido.

Merluza Negra em Posta - Pecatore Restaurante

Merluza Negra em Posta – Pecatore Restaurante

Peixe inteiro (R$ 6 / 100 gramas)

Cioba grelhada - Pecatore em BH

Cioba grelhada – Pecatore em BH

Os peixes grelhados são servidos inteiros e podem ser escolhidos no balcão.  Custam R$ 6 / 100 gramas. O meu foi uma Cioba. Peixe saboroso, acompanhado de um bom espinafre e de uma também boa batata que podem ser escolhidos além de outros acompanhamentos, mas nada emociona. Talvez pelo fato do restaurante ainda ser novo e faltar repetição na execução dos pratos .

O fato é que só o frescor dos peixes não garante emoção no prato. É como se na banca os peixes fossem melhores que à mesa.

Vou aguardar mais um tempo para voltar e “entender o restaurante” que tem uma das propostas mais interessantes e inovadoras que vi em Belo Horizonte nos últimos tempos.

O Restaurante Pecatore fica ao lado do também descolado Salumeria e é dos mesmos proprietários.

Balança do Restaurante - Peixaria Pecatore

Peixes pesados na banca


Pecatore – Banca de Peixe

Rua Sapucaí, 535, Floresta – Belo Horizonte/MG
Telefone: (31) 2552-1450

Aberto terça e quarta, das 18h30 à 0h; quinta a sábado, das 18h30 à 1h; domingo, das 12h às 17h.




12 Comentários

  1. DPereira wrote:

    O conceito do restaurante é idêntico ao do La Paradeta-Barcelona, cópia “ipsis literis”.

  2. MARIA ALICE wrote:

    Fomos ao restaurante domingo dia 25/08 por indicação de amigos , o conceito e idéia gastronômica e boa, mas não adianta ter boa matéria prima ( peixes e frutos do mar ) sem ter o conhecimento da sua elaboração especifica e adequada nos diversos temperos que devem ser feitos para cada prato. Sugerimos ao restaurante coletar opinião dos clientes que apreciam e conhecem os pratos de peixes e frutos do mar, ou seja , salgar ou colocar pouco sal não e a solução. Cada país tem os seus costumes ,
    hábitos e tradições. Sugerimos ao restaurante PECATORE efetuar uma pesquisa seria com seus clientes sobre os pontos a serem melhorados.

    • Bruno Camargos wrote:

      OI Mari Alice. Minha opinião é igual à sua. O conceito do lugar é muito legal. A decoração é fantástica e muito bem alinhada à proposta. A banca de peixes do Pecatore é das coisas mais inovadoras que vi nos últimos tempos em BH, mas também considero que precisam de alguns ajustes na cozinha. Fazendo isso, penso que é daqueles lugares que marcarão época em BH, pois precisamos sair da mesmice. O Pecatore em BH larga na frente em sua proposta bastante original.

  3. Abdalla Abdalla wrote:

    Conheci o restaurante e dou nota 10 pra tudo! Talvez porque eu seja exigente e não tão fresco como os peixes…

  4. Eduardo Mota wrote:

    Eu recomendo. Estive lá no Sábado, para conhecer. Fui com calma nos pedidos, até porque tinha passado antes na Salumeria Central. Pedi ostras, estavam perfeitas e depois uma porção de Lula empanada, a melhor que comi até hoje. O atendimento foi muito pessoal e eficiente. Os preços não são de assustar como na maioria dos restaurantes que servem frutos do mar. Vou voltar para experimentar outros pratos.

  5. Também acho! Daqui um tempo pretendo voltar para entender um pouco mais a proposta!

  6. Fernanda Amarante wrote:

    Bruno, acho que a emoção das instalações e do ambiente cool tem que ir pra comida, não? Algumas, como o trio de tartar, me empolgaram demais! Mas outras escorregaram tanto… Aguardemos!

  7. Bruno,
    Cheguei no Pecatore e fiquei deslumbrado com tudo: decoração, iluminação, música, balcão de peixes…Tudo muito rústico e de muito bom gosto!

    Mas logo no início do atendimento começaram os problemas: nossa lula grelhada foi parar na mesa vizinha. A garçonete ao perceber o problema, pegou da mesa deles e colocou na nossa. A cada chopp que eu pedia era um sacrifício: todo mundo me oferecia: “Quer mais um chopp?” Mas ninguém trazia à mesa, o que gerou problemas na conta, já que marcaram chopps além do consumido.

    A comida é um capítulo à parte: tudo muito fresco, mas como vc disse, não basta ter só isso: tem que ter técnica e saber utilizar de temperos para valorizar os sabores dos pescados, etc. Nem a merluza-negra salvou.

    Vamos esperar por melhoras já que o conceito é SENSACIONAL!

    Abs.

    • Pedro Gustavo wrote:

      Senhor Felipe;

      Eu me chamo Pedro Gustavo e sou o maître da banca de peixe Pecatore.
      Por respeito aos nossos clientes foram feitas várias mudanças e lhe garanto que o Pecatore está ouvindo todas as criticas e fazendo tudo para garantir que os nossos clientes tenham sempre uma agradável refeição ao nosso lado.
      Será prazer se um dia nos prestigiar com a a sua companhia e verificar pessoalmente as melhoras tanto na cozinha como no salão.

  8. Fabiana Horta wrote:

    Meu pedido foi quase exatamente igual ao seu: ostras > dourada frita > lula na chapa > cioba na chapa
    Acostumei a cozinhar especialmente peixes pro meu marido com muito pouco tempero, como ele costumava comer em casa. Por isso não me incomodei com a falta de sal, mas realmente notei que não agradaria tanta gente. Gostei muito de lá, talvez porque fosse mesmo muito do meu gosto. O serviço foi ótimo e a Heineken estava gelada! :)

  9. Flávio wrote:

    Fui ao Restaurante Pecatore e gostei da idéia da casa! O atendimento lá estava bom, mas os pratos vieram todos sem tempero.

    O restaurante Pecatore pode vir a ser o melhor restaurante de BH de peixes e frutos do mar, mas precisa adequar o preparo ao gosto do brasileiro que é diferente do gosto do italiano!